sexta-feira, 30 de maio de 2008

No jardim da madrugada

No jardim da madrugada

ah... a paixão, a paixão...
tomou conta de mim
bonita, me senti beldade
de minha pele, transbordava... prata

em minha suavidade... te prendi
com as pernas desnudas, com as pernas ‘vestidas’
com pernas fortes...

de sua saliva... bebi...
me senti assim, [naquele décimo de segundo]
plena de mim... e de ti

de seus grunhidos e silêncios
ficaram o sossego tinindo em meus tímpanos
desatinando o vazio que havia em mim
...

Ao meu coração

Ao meu coração

ao meu coração
serei poente
do meu
amante
terna e calma
curva e longa
serei tão somente livre
que por ventura de um desencontro me sinta contente
de haver também... [pedra]
e guardarei em túmulo, em vida, em descaso, em tormento, em atitude
a lira que me foi perfeita
e oferecerei a face para que gotejes teu desejo
tua fantasia
teus demônios
tuas alegrias
e buscarei em cada olhar teu
a ternura que, às vezes, escondes...


[poema lido no Sopa de Letrinhas]

sexta-feira, 16 de maio de 2008

Fôlego

um homem com fôlego

[de tirar o fôlego]

macho na essência

rústico... gozador

amante voraz

[com artimanha]

e

gostoso demais...

quarta-feira, 7 de maio de 2008

Maçã

Maçã

maçã
suculenta
feudal
escrava de seda
língua ferina
arrepiado ser
de lamparina
...
maçã do amor
calda doce
perfumando a pele
mascarando a sede
mordendo os lábios
de batom
...
maçã da vida
coração que pulsa
batendo
batendo
mexendo no desejo
ensejo...


by Solange Mazzeto
eXTReMe Tracker

Marcadores