terça-feira, 27 de julho de 2010

Tristeza



vem uma onda na goela
com gosto de vegetal mal cozido

uma batida a mais
e outra a menos
no peito

é tristeza declarada
ranço de amor
azedume de tomates podres

hoje o sal escorrido
fez meu rosto arder
mas
me refiz


TEXTO: Solange Mazzeto


DESCONHEÇO A AUTORIA DA IMAGEM

Um comentário:

Helio Jenné disse...

Muito bacana o poema, Solange. Onda de quem domina os segredos da cozinha! Gostei.

eXTReMe Tracker

Marcadores