quinta-feira, 16 de outubro de 2008

Adiante



e segui adiante, porque era o único modo de continuar vivendo, mas eu queria mais, queria o amor tão desejado, tão poetizado e profanado, e fui entrando mais no mar que me chamava...
o sal me cheirava bem, me dava ânimo pra sorrir, o sol atingia cada fibra de minhas células e permiti que seu fogo me alastrasse, alardeando a chegada do clímax
algas iam e viam agarrando meus finos tornozelos, e a espuma do mar me lambia a esmo...
eu não era mais o espectro esquecido, era de novo um ser vivo, sentindo cada passo, vendo cada azul do céu, permitindo ser assim, o paraíso, que sou sem fim...
texto by Solange Mazzeto
imagem: desconheço a autoria

2 comentários:

Regina Fernandes disse...

Renascer e se refazer sempre, pelo mar, pelo ar, pelo fogo, pelo amor...
Bjs
Regina

Solange Mazzeto disse...

Sempre Regina, sempre sim, mas eu queria mais o mar, muito mais o mar, pertinho de mim

meu sonho, quem sabe um dia se realize né!

bjão

eXTReMe Tracker

Marcadores