quarta-feira, 18 de março de 2009

Delicado



debruçada na varanda da sala
ela lia entre as folhas do café
mascando a ira
da antiga dor

debruçada em tranças fartas
ela sorria
com seu nariz de sarda

a fantasia brilhava
acalmando-a

e ela corria os olhos
entre as nuvens
perguntando-se

o porque
da
vida

e tudo a volta lhe dizia
que o mar renova
que as ondas voltam
e
que
as gaivotas
[depois de um tempo]
voam




by Solange Mazzeto


desconheço a origem da foto

4 comentários:

Regina Fernandes disse...

A vida é um presente pra gente desembrulhar todo dia.
Bjs para Solange

Victor Gil disse...

Oi Solange.
Delicadas palavras para perguntar o porque da vida. Houve alguém que disse um dia: "A vida é bela, o homem é que dá cabo dela". É sempre um prazer ler aquilo que escreves. Bom regresso ao nosso convívio.
Um beijo.

Tays disse...

"e ela corria os olhos
entre as nuvens
perguntando-se

o porque
da
vida"

Amei isso, adoro seus escritos.
Beijocas amiga, com saudades.

Sole disse...

Regina, vc disse uma linda verdade, pena q ás vezes, n nos damos conta disso, bjão


Victor, obrigada, a vida é generosa pra caramba, que saibamos lembrar disso! bj


Tays, oi linda, brigada viu!Tbm, to com saudades, bjão

eXTReMe Tracker

Marcadores