quinta-feira, 28 de maio de 2009

Sempre? Sempre



Sempre? Sempre



sempre quis uma cabana, o mar,

passarinhos ao redor

borboletas amarelas pra olhar



sempre quis um amor de verdade

daqueles que não escondem nada

e falam tudo



sempre quis uma mão que pousasse

além do meu seio

que sentisse além do anseio



sempre quis uma voz que me acalmasse

e me abrasasse

que me despisse e me cobrisse



sempre pedi a Vida

isso tudo

para sempre



mas na realidade

[que muitas vezes é tão dura]

o sempre, é só uma ilusão

...


texto by Solange Mazzeto
desconheço a autoria da imagem

4 comentários:

Regina Fernandes disse...

Sempre maravilhosa Solange!
Bjs

Victor Gil disse...

Amiga Solange.
Que saudades eu já tinha das tuas palavras. E este teu poema é muito bonito e sereno.
Pois é amiga. Nós queremos sempre e sempre algo mais do que aquilo que coneguimos. Mas não podemos desanimar. Não esqueças que os amigos são muito importantes nas nossas vidas. Eu sou teu amigo. Quando quizeres falar estás à vontade para desabafar.
Beijos
Victor Gil

Sole disse...

Regina, brigada viu! Um beijão

Sole disse...

Victor, são só palavras escritas, estou bem, não se preocupe. Um bj

eXTReMe Tracker

Marcadores