quarta-feira, 5 de novembro de 2008

Seus olhos

seus olhos como dois lagos sinistros
me abriram um caminho
entre a loucura e a glória

você [me] tendo na graça da vez
no som da vida
no perfume de toda hora

sexo, imensidão de nados
braços se misturando
numa viagem lúdica

risos vindo de tua boca
me caiam como manto
a vida rodou

minha saia subiu centímetros do chão
seus olhos disseram tudo
e tua voz ficou sem fim
[bem dentro de mim]



by Solange Mazzeto

Nenhum comentário:

eXTReMe Tracker

Marcadores