sexta-feira, 13 de novembro de 2009

Aceito

aceito o vento
que entre as entranhas
seca a lágrima do desejo

aceito dividir o tempo
em dois mil andares
pra chegar [...]

aceito tua palavra
como bálsamo
onde [te] lambo

te aceito
como é
porque?
te amo


texto by Solange Mazzeto

Nenhum comentário:

eXTReMe Tracker

Marcadores