sábado, 6 de setembro de 2008

Solidariedade

Solidariedade

Ando tomando buzão em Sampa, porque volto tarde da noite, cansada, com fome e então, sem condições de dirigir, ainda mais sozinha e pelo centrão da grande metrópole paulista, pois bem, eu não gosto de andar de buzão, pelo cheiro que tem de diesel, querosene e às vezes, o ‘perfume’ do povo...
dias desses uma amiga me disse: você pensa o que, o povo sai de manhã, rala o dia todo e fede, não tem jeito!
ué, tem jeito sim sabe, de lavar o rosto, de passar um sabão na axila, eu faço isso, quando fico o dia todo ralando no ensaio, ora! e em qualquer banheiro, tendo água e sabão, tá feito!
bom, discussão a parte, vou ao que interessa na questão de solidariedade.
Ontem, já era tarde da noite e lá estava eu num desses terminais de buzão, esperando na fila [enorme] o bendito chegar, então, chegou um mocinho de uns 20 anos mais ou menos e disse eita que fila grande, será que eu vou sentar?
--- ah, vai sim, porque esse ônibus que vem, é daqueles grandões e sanfonados, vai ter lugar sim pra você
--- é né, tomara, porque tô cansado corri desde o metro pra poder pegar esse ônibus e ir sentado
--- é voce vai conseguir sim
--- Tô com fome! [ele disse]
--- eu também estou
---- eu nem almocei hoje, o menino me disse
---- credo, como você agüenta?
ele deu de ombros --- Ué agüentando
eu ali né, com fome também, mas eu tinha almoçado e comido um lanche, afff!
bom, o buzão, chega e lá vamos nós
e o cobrador não estava ali, então parei e falei:
--- pode passar que tenho que esperar o cobrador, acho que saiu pra ir ao banheiro
--- o mocinho, passou o bilhete e falou
--- pode ir, imagina esperar o cobrador e não sentar!
quando fui dar o dinheiro da passagem, ele quase não pegou, mas eu com o olhar insisti
isso me emocionou, porque isso se chama S O L I D A R I E D A D E
o mocinho mal tinha grana pra ele comer, mas não quis me deixar esperando o cobrador, e com isso, ia passar muita gente na minha frente, enfim, vivências assim me fazem sentir que o mundo ainda tem jeito né não?!


texto by Solange Mazzeto

2 comentários:

Regina Fernandes disse...

Solange
Solidariedade faz toda a diferença na arte de viver.
Bjs e um lindo dia pra você.
Regina

Solange Mazzeto disse...

Oi Regina, faz sim, faz sim, é bom isso ainda nos dias de hoje

beijo

eXTReMe Tracker

Marcadores