quinta-feira, 4 de setembro de 2008

Uma saudade quase neutra



era uma saudade sólida, dura, sem encanto
era uma saudade, quase ‘nada mais...’
uma sofreguidão que se extingue, esmiuçando o paladar
era como se a saudade dele, não mais existisse e começasse a brotar de mim um novo olhar
um olhar firme de filme, onde a mocinha é brava a toda prova
... onde a mocinha não tem tempo de chorar...
imagem e texto by Solange Mazzeto

Nenhum comentário:

eXTReMe Tracker

Marcadores