terça-feira, 5 de agosto de 2008

Contemplando



andei observando assim meio sem querer, o povo mastigando
se anda aqui e acolá tem gente com alguma coisa na boca, uma bala, um biscoito, um sorvete...
um lanchinho, um cachorro quente...
a parte de alimentação de um shopping, inunda-se de gente, das mais variadas formas e profissões, aqui vê-se muito engravatados, comendo salada, camarão, tutu mineiro...
no campo, há de ter sempre um cara com um capim na boca, mastigando um pedaço de fumo de rolo, chupando uma cana que acabou de cortar
vi esses dias também e encantada fiquei, com uma criancinha de seus dois anos, comendo variados legumes, milho, xuxu, brócolis, e adorando cada uma deles, mastigava satisfeita com seus pequenos dentes
no cinema um croc, croc, espantoso de pipocas, o barulho assustador do saco de pipocas, o estalido da boca, chupando o sal do dedos
no teatro, o silêncio perdura, não se pode comer lá dentro, ufa!!!
e então contemplando tudo isso, pensei como é importante o gosto que cada boca tem, não estou dizendo no sentido de beijar, embora é bom pra danar, mas no sentido de paladar, de apuro no gosto que cada língua tem, pro salgado ou pro doce, conheço gente que não suporta doce, outros o ‘sensor’ de amargo é inabitável e inenarrável...
gosto de jiló, desde menina, pequenina minha mãe conta que eu contava um ano e meio, pela manhã eu ia no jardim da vizinha e pegando o jiló, comia com um gosto tão bom na boquinha que o povo se ria...
paladar... de cada gosto... é de cada um mesmo, de momentos, de [di] sabores, de rompantes...
e eu... contemplo...



texto by Solange Mazzeto

desconheço a autoria da imagem

6 comentários:

Regis Falcão disse...

Os sabores de cada boca são também um retrato de cada comportamento. Se o velho brocardo "você aquilo que come" ainda valer, sou um grande Marshmallow, com pedaços de jujuba e dedos de biscoito.


Texto bom de se degustar no paladar dos olhos!!

Regina Fernandes disse...

Oi Solange
Recordei sabores nostálgicos, delícias gustativas da minha infância e lá fui eu viajando pelos quitutes que a minha memória guardou.
Maravilha de post!
Bjs doces
Regina

citadinokane disse...

Sigo contemplando...

Solange Mazzeto disse...

Regis, gostei disso que vc disse: "sou um grande Marshmallow, com pedaços de jujuba e dedos de biscoito."

divertido! eu fiquei pensando o que sou, hum... deixa ver ... um sorvete de flocos com calda de cerejas e muito chantilli, rss

abraço

Solange Mazzeto disse...

Oi Regina, ah! que gostoso que meu escrito a tenha feito relembrar belas coisas da vida, que maravilha, 'agendar' a mente pra delícias, ainda é uma maneira muito linda de se viver, cheirar o doce de outrora é garantia de felicidade...

grande beijo querida :)

Solange Mazzeto disse...

Oi Pedro, siga então, que esse contemplamento o encha de docilidade

beijo

eXTReMe Tracker

Marcadores